Curso

Curso de Distúrbios de Aprendizagem e IndisciplinaO último curso, sobre Distúrbios de Aprendizagem e Indisciplina, foi um sucesso, clique aqui e veja fotos. Fique atento para novas datas e temas. Mande sua sugestão de tema.
Professor: comunicando com sucesso! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Dra. Thais   
A comunicação é um aspecto muito valorizado e trabalhado nos dias atuais. O professor usa a voz e a comunicação no trabalho. Para aprimorar sua comunicação, existem  algumas estratégias que são fundamentais. Para aprimorar a comunicação é importante que prestemos atenção na nossa comunicação e na comunicação das outras pessoas.
Sendo assim ,algumas dicas serão ministradas abaixo com o objetivo de  melhorar a sua comunicação:
·  Faça contato visual com todos os alunos, olhe nos olhos deles e nã oolhe para o teto. Perceba se eles estão prestando atenção na sua aula ou se você precisa mudar a estratégia (mostrar um vídeo, solicitar a participação dos alunos...); ·  Mantenha uma postura reta e relaxada; não colocando as mãos na cintura, no quadro ou nos bolsos. ·  Preste atenção para usar gestos de acordo com o seu discurso, sempre na região entre os ombros e abdome; ·  Articule bem as palavras. Uma articulação mais precisa ajuda com que os alunos entendam melhor o professor e aumenta a credibilidade do discurso; ·  Cuidado com os muros  verbais, como as gírias, erros de português, hesitações (é, né, então, ta...). Essas barreiras podem comprometer a credibilidade do seu discurso e desviar a atenção dos alunos; ·  Cuidado com o uso excessivo dos gerúndios, por exemplo, vou estar fazendo ou invés de vou fazer, vou estar realizando ao invés de vou realizar; ·  Preste atenção na objetividade de sua aula; é importante que ela tenha início, meio e fim; ·  A voz é uma importante ferramenta de comunicação, por meio dela os alunos devem perceber se o professor está fazendo uma brincadeira, dando uma bronca, falando de um assunto sério... Preste atenção se você muda sua voz de acordo com as diferentes emoções;

·  Treine sua escuta em relação ao discurso do outro. Procure qualidades e os defeitos que não quer em sua fala.

Marque um horário: Converse com seu fonoaudiólogo!